Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um quarto para as nove

Para entreter uns minutos do dia

Um quarto para as nove

Para entreter uns minutos do dia

Para nós termos natal um idoso e um animal passam um dia e uma noite a trabalhar, pensem nisso...

 

Esta época maravilhosa é vivida por esta que vos escreve fora dos dias úteis, com uma certa bipolaridade. Embora goste daquelas músicas lindas de natal, ainda que ache alguma graça a todas aquelas luzes que se acendem pelas cidades, dando-me a entender que sempre há algum dinheiro dos meus descontos que se usa para meu regozijo. Apesar de todas estas coisas que me causam jubilo, esta época reveste-se de um misto de sentimentos. Gostava de ter uma família sentada à mesa como manda o figurino, tudo sóbrio e de boa vontade, agradecidos pelas dádivas divinas e pelo ar que têm nos pulmões. Mas a verdade é que isso acontece a espaços, e já revestido de uma certa dose de tinto, porque a melhor forma de aturar um bêbado é estar ébrio também. Então vai de virar a garrafa.

É claro que há sempre lágrimas nos olhos com a alegria imbecil estampada na cara dos pequenos, resultado de uma profunda e abençoada ignorância que as crianças têm para a vida.

De resto são momentos de ansiedade e pressão. Ainda há bocado fui ás compras e passou por mim um animal bípede que se mandou contra o carro de compras com uma força que só me ocorreu que aquela besta quando chega a casa não abre a porta para entrar, marra contra ela até a puta cair.

Chego assim aos meus votos.

Porque me irrita para lá da conta aquela gente ansiosa que, dois dias e meio antes do natal já está a dar boas festas. Quero (hoje) desejar, do fundo do meu coração, um grande "Que se foda o Natal" para todos aqueles que, tal como eu, vivem esta quadra com alguma bipolaridade e muito vinho.

Gente farta destas palhaçadas e que ora acham que é engraçado e até era divertido ter uma família normal, ora estão desejosos que esta merda acabe.