Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Um quarto para as nove

Para entreter uns minutos do dia

Um quarto para as nove

Para entreter uns minutos do dia

Fora de horas #70

Estava aqui sentada no meu canto e dei comigo a pensar nas chamadas de treta que se faziam antigamente.

Havia uma cabine telefónica a caminho da escola. Sempre que lá passávamos íamos ver se tinha ainda saldo. Quando tinha ligávamos para as senhoras do 118 e fazíamos perguntas idiotas.

“Engraçadinhos, não têm mais nada que fazer?”

“Não!” Respondíamos. Afinal de contas que podia aquela desgraçada fazer quanto àquela palhaçada.

Mas também se recebiam em casa chamadas de engraçadinhos. Quando o telefone ainda era verde e se rodava o disco para marcar os números. Quando as perguntas “Estou sim?! Quem fala?” Ainda faziam sentido porque se facto não sabíamos quem estava do outro lado.

Hoje ninguém engana ninguém porque o numero fica registado.

 

Atendeu a minha mãe:

- Estou sim?!

- Estou?

- Estou.

- O Jesus está?

- Jesus?

- Sim, Jesus. O Jesus está? Preciso falar com ele.

- Aqui não mora nenhum Jesus. Quem fala?

- Daqui é o diabo. Tenho temas a tratar com ele.

 

Largaram-se a rir e desligaram.

A minha mãe séria chamou-lhes nomes. Contou o que se passou. Desatámos todos a rir.