Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Um quarto para as nove

Para entreter uns minutos do dia

Um quarto para as nove

Para entreter uns minutos do dia

Fora de horas #54

Há uma sonoridade macilenta e incomodativa comportada no “Siiiiiimmmmmm” onde o som do i se arrasta nas mais variáveis letras musicais comportando em si o cansaço de quem responde sem vontade. O “sim” que serve de resposta afirmativa contrapondo a vontade de quem o profere quando se acompanha de um par de olhos que se reviram e semicerram, como numa tentativa de equilíbrio energético interno que pretende dar a conhecer ao seu interlocutor que lhe diz sim por simpatia mas que mais preferia que fosse para a puta que o pariu mais a pergunta similar a defecações imundas de animais apodrecidos que fez. Tudo numa frase que evita dizer que é merda verbal.

Há uma forma tão simpática de amerdalhar o início de dia de alguém, que se levantou sem vontade, que chegou sem vontade, que se sentou sabendo-se tão melhor com os cornos expostos ao sol.

Há uma qualquer harmonia que não se explica e que transforma um dia feliz da semana útil fechando o seu ciclo num dia de bosta a rodo onde se vai carregar o dia aos ombros atarraxando de desatarraxando os sorrisos obrigatórios e estipulados em acordo tácito de boas maneiras.