Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um quarto para as nove

Para entreter uns minutos do dia

Um quarto para as nove

Para entreter uns minutos do dia

Deixem-me cá fazer um post amoroso para o Natal

O último dia útil deixa assim uma sensação pantanosa. Quase, quase merdosa.

Confirmam-se os que não vão passar a consoada connosco, os mesmos que nos pedem a ginástica de os visitar mas que alegam ter chegado aquele patamar resolvido da vida em que largam um "que se foda" e não estão para se chatear.

No trabalho não apetece fazer ponta de um corno, enchemo-nos de questões existencialistas sobre a quadra que vivemos. As pessoas fazem festas ao computador e quando nos pedem alguma coisa de responsabilidade solta-se por entre os dentes um: "mas este caralho não devia já estar a conhaque e broas de milho! Deve ser mais um daqueles filhos da puta que não gosta de natal e cenas."

A vontade é tão pouca que até me dá pontadas na mona. O último dia útil devia ser feriado. Assim já não havia este problema.

Até à consoada não se pode sair à rua porque anda tudo com um espirito feliz com'ó caralho, de tal forma que se esbarram com os outros e mandam pessoas à fava e oferecem porrada a quem está quieto.

É a magia do amor no ar ou lá o que é.

No dia 24 comemos o bacalhau e trocamos prendas. Dizemos que tudo era exatamente o que queriamos e depois de as pessoas saírem queixamo-nos porque para receber sempre a mesma merda mais valia não receber nada.

Vamos ligar a aparelhagem com musicas de Natal, mas vai haver sempre um velho a dizer que não gosta daquela musica, que o incomoda e que já não tem paciência. Prefere ver TVI aos canais por cabo e nós mamamos com aquilo porque é só um dia.

Vamos olhar para o relógio às nove e mandar pragas ao filho de um corno do ponteiro porque não anda.

Bebemos uns copos a mais e começamos a fazer contas ao dinheiro, para o ano é para passar o natal fora, se os putos quiserem vir, muito bem, senão batem com os costados na casa dos avós que também é bom. Ao pedido de playstation respondemos: já trabalhas? atão achandra-te!

Tenho tanta puta de tanta magia de natal em mim que acho que já engordei 5 quilos. Mas de gordura boa e luminosa, claro!

 

Feliz Natal.

 

6 comentários

Comentar post